Lhasa Apso e Shih-Tzu: tão parecidos e tão diferentes

Quando o assunto é cachorro, as duas raças mais confundidas são exatamente estas: Lhasa Apso e Shih-Tzu. Muitas pessoas ficam até espantadas quando percebem que eles não são exemplares da mesma raça. As semelhanças são claras: olhos grandes, pelo longo e macio, porte pequeno e cores que não se diferenciam de uma raça para a outra. Mas e as diferenças, você sabe enumerar?

Compartilhar

A origem



Confusões à parte, as raças se tornaram destaque quando o assunto é cão de companhia. Mas 

a origem das duas é a primeira das muitas diferenças que envolvem os dois grupos.



O Lhasa Apso surgiu primeiro. Ele era mantido como guardião no Tibete, tendo a função de 

cão de alerta. Já o Shih-Tzu surgiu depois, a partir do cruzamento do Lhasa com outras raças 

– não há um consenso sobre quais seriam estas raças, mas há quem diga que o Pug está entre 

elas. Ao contrário do Lhasa, que tinha a função de cão de alarme, o Shih-Tzu foi criado para ser 

um cão de companhia, o que nos leva as diferenças comportamentais entre eles.



Diferenças comportamentais



Como todo cão que originalmente foi desenvolvido para ser um cão de alarme, o Lhasa não 

se dá bem com estranhos. Ele desconfia, late e demora até criar confiança. Já o Shih-Tzu, 

puramente um cão de companhia, é mais dado com todos ao seu redor, abanando o rabinho 

pra quem quer que chegue. 



Esta diferença comportamental explica porque as pessoas costumam dizer que o Shih-Tzu é 

mais expansivo, enquanto o Lhasa é mais fechado. Na verdade, o Lhasa também é bastante 

expansivo – mas só com quem ele conhece. O Lhasa é mais seletivo, desconfiado e arbitrário. 



O Shih-Tzu é dado, expansivo e encantador com todos a sua volta. O Lhasa costuma eleger um 

dono, com quem é profundamente apegado e amoroso. Já o Shih-Tzu é um cão voltado a toda 

família.



O Lhasa exerce sua função de alarme. Ele passa o tempo observando e não se importa muito 

de estar sozinho. Às vezes até pode pedir atenção ao seu dono, mas na maioria das vezes lhe 

basta deitar perto dele e curtir uma boa soneca. Já o Shih-Tzu, como o puro cão de companhia, 

demanda atenção e cuidados quase constantes. Ele pede carinho, pede colo e não se cansa de 

interagir com todos ao seu redor. 



Fisicamente eles são iguais. Será?



É verdade que eles possuem semelhanças. Mas depois que você descobrir as diferenças, será 

muito mais fácil identificar as duas raças.



A diferença mais gritante é o focinho. O do Shih-Tzu é extremamente retraído, quase 

inexistente – lembra que ele possui, possivelmente, um pouquinho de Pug? Já o Lhasa tem o 

fuço mais fino e um pouco mais alongado. É claro que com a pelagem perceber este detalhe é 

um pouco mais difícil – mas ainda assim é possível. 



O Lhasa ainda tem olhos um pouco menores e mais ovalados, enquanto o Shih-Tzu tem olhos 

maiores e bem redondos. A testa também é diferente: a do Lhasa é reta e a do Shih-Tzu é 

arredondada. 



A pelagem não pode ser diferenciada pela cor – já que ela varia nas duas raças. O Lhasa, 

porém, tem um pelo mais áspero e grosso enquanto no Shih-Tzu ele é mais fino e suave. 

Em exemplares que representam todas as características de cada raça estas diferenças são 

bem visíveis. O problema da identificação fica mais difícil quando lidamos com exemplares não 

puros, oriundos de criadores mal informados que acabam misturando as duas raças. 



Seja qual for sua escolha, ela deve ser definida pelo comportamento que você procura em um 

cão. De maneira geral, ambos são excelentes companheiros, muito dóceis e afetuosos. 



Como são cães de pequeno porte, devem ter uma alimentação especial, que garanta os 

nutrientes que precisam. Você já conhece a Magnus Super Premium Pequeno Porte?