10 dicas para deixar seu cachorro feliz

Compartilhar

*Por René Rodrigues Junior

Assim como nós, os cães também precisam de horários e regras para o bom convívio social, mas, nem por isso, essas ações precisam ser chatas. Aliás, eles curtem muito fazer qualquer coisa com seus tutores, então, por que não transformar as ações rotineiras em atividades que os deixam felizes? Os cães adoram:

1ª) Música – Por conta da audição sensível, os cães adoram ouvir música. Canções provocam estímulos emocionais e sensoriais que trazem calma e segurança ao animalzinho. Dê preferência às músicas clássicas e/ou com voz - elas são excelentes opções para quando o cão vai ficar muito tempo sozinho ou para disfarçar o barulho dos fogos de artifício;

2ª) Atenção – Quem é que não gosta de ser cuidado por quem amamos? Cachorros, em sua maioria, são animais sociáveis, sentem emoções e elas influenciam diretamente em seu bem-estar. Tire um tempo e dedique-se ao seu animalzinho, ele vai ficar feliz e, com certeza, você também estará mais relaxado e em paz depois;

3ª) Estímulo mental – Sabe aquela brincadeira de jogar a bolinha e seu cãozinho trazer? É a atividade mais antiga do mundo para quem tem um pet e ela não sai de moda nunca. Ao fazer esses exercícios mentais, o cão sente-se estimulado e feliz. Eles também adoram quando a bolinha – ou qualquer brinquedo – é escondido para que eles achem;

4ª) Boa alimentação – Todo mundo é mais feliz quando come bem – inclusive os cães. Mantenha uma rotina de horário com uma dieta equilibrada e, eventualmente, adicione alguns petiscos de boa qualidade;

5ª) Brinquedos – Um objeto novo é sempre bem-vindo e garantia de felicidade. Principalmente aqueles jogos que soltam pedaços de ração/petisco, onde a recompensa é imediata ou, em caso de cães mais despertos, brinquedos que façam barulho. Pets, mesmo mais idosos, gostam bastante de serem estimulados com brincadeiras;

6ª) Exercício – Cada raça tem uma característica específica e é preciso estar atento antes de levar seu cão para fazer atividades físicas. Porém, após o aval do veterinário, coloque essa programação na agenda. Exercícios regulares fortalecem a musculatura e trazem sensação de bem-estar ao animal;

7ª) Socializar – Permitir que seu cãozinho tenha contato com outras pessoas, que não sejam da casa, e principalmente com outros cães, auxilia para que não tenham medo e nem problemas de comportamento. É importante começar a fazer isso desde que são filhotes, assim que estiverem liberados para passear;

8ª) Conforto – Quer coisa mais gostosa do que deitar num ambiente aconchegante depois de um dia intenso de atividades? Pois é, eles também adoram. Deixe sempre a área de descanso limpa, com os objetos, tapetes ou cobertas favoritos do animalzinho e longe do local onde comem e de onde fazem suas necessidades fisiológicas;

9ª) Viajar – Ao contrário do que muitos pensam, os cachorros adoram viajar e acham que são parte da família – e têm toda razão! Lembre-se de que você tem amigos e conhecidos. O cão tem apenas você. Por isso, leve-o consigo sempre que possível. Eles gostam muito de estar em companhia das pessoas que ama e vão se divertir muito (não esqueça de consultar o veterinário antes da viagem);

10ª) Dormir com você – Sim, é isso mesmo. Cães sabem que aquele espaço é íntimo, pessoal e “seu cantinho”. Quando você permite que ele faça parte desse mundo, vai se sentir amado e muito querido. Não precisa deixar que ele faça isso todas as noites, mas, eventualmente, permita esse carinho. Também evite fechar a porta do seu quarto todas as noites, isolando-o da família.

 *René Rodrigues Junior é médico veterinário da Magnus, fabricante de alimentos para cães e gatos.