Qual tipo de água oferecer ao pet?

Saiba escolher a melhor opção de água para o seu melhor amigo

Compartilhar

Todos sabem que se hidratar é essencial para o organismo e, com os pets, não seria diferente. Mas, nossos amigos peludos podem beber qualquer tipo de água? Os médicos veterinários da Adimax, René Rodrigues Junior e Ana Paula Judice, possuem a resposta e ainda dão dicas de como melhorar essa rotina de hidratação.

Normalmente, os tutores têm o costume de oferecer água da torneira para os pets, mas saiba que isso pode ser um risco para a saúde dele. “A água que chega a nossa residência é tratada e chamada de potável. Porém, após o tratamento, essa água segue para uma rede de distribuição e durante o percurso, pode ocorrer algum tipo de contaminação na água.”, explicam os especialistas.

Se a água de torneira pode apresentar perigo para os humanos, para cães e gatos também. Por exemplo, a presença de bactérias, vírus e protozoários pode causar doenças. Uma delas, a giardíase, causada por um protozoário, é classificada como zoonose – transmitida dos animais para os humanos.

Nesse caso, prefira a água filtrada a da torneira, pois os filtros ou purificadores retêm os micro-organismos, a sujeira e o excesso de cloro e outros minerais presentes na água da torneira. Já a água mineral contém alguns riscos para os gatos. “De modo geral, esse tipo de água não causa danos à saúde de cães e gatos. Porém, os felinos podem se beneficiar do consumo de água destilada (água sem sais), pois o magnésio está envolvido na formação de cálculos (urólitos) no trato urinário”, informa os veterinários. Outra dica é utilizar garrafas pequenas de água mineral, que são mais seguras, pois os riscos de contaminação externa são menores do que com os galões reutilizáveis.

Os profissionais ainda completam que a troca de água varia de acordo com a necessidade de cada pet, com a temperatura do ambiente, o tipo de dieta e nível de exercício, o estado fisiológico e a saúde do bichinho. Além do tamanho e a quantidade de vasilhas distribuídas pela casa influenciarem nessa troca de água. “Em média, a troca da água tem que ser feita de duas a três vezes ao dia no verão. O importante é manter água limpa e fresca sempre disponível!”, completam. Então, já sabe: água boa para o pet é aquela que bebemos.